Português Italian English Spanish

OPINIÃO - Produção de camarão no NE não “engasga” e cresce muito, é saboroso e nutritivo. E dizem até que é afrodisíaco

OPINIÃO - Produção de camarão no NE não “engasga” e cresce muito, é saboroso e nutritivo. E dizem até que é afrodisíaco

Data de Publicação: 7 de janeiro de 2022 17:02:00
O camarão vai muito bem no Brasil – em águas do Litoral, principalmente no Nordeste, e em águas interiores -, está alheio a picuinhas políticas. Neste artigo, link para cartilha como criar camarão, do Sebrae.

 

Processamento do camarão de cultivo (Foto: Rodrigo Sena/Tribuna do Norte)

 

*Por Antônio Oliveira

Nesta semana, envolveram o camarão numa polêmica que nem ele, nem seus produtores, têm a ver com ela – mas lembrando que camarão, assim como qualquer outro alimento sólido, deve ser mastigado, sentido aquele sabor de manjar dos deuses,  antes de ingerí-lo. O caso, bem batido nas redes sociais, entre cronistas políticos e adversários políticos do presidente Jair Bolsonaro motivou até o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) a retirar do seu site e redes sociais um material que exaltava a produção do crustáceo no Nordeste brasileiro. Uma falta de respeito com a carcinicultura brasileira.

O camarão vai muito bem no Brasil – em águas do Litoral, principalmente no Nordeste, e em águas interiores -, está alheio a picuinhas políticas. Conforme o próprio IBGE, em informação publicada no final de setembro do ano passado,  em 2020, o Nordeste foi 

 

 

responsável por 99,6% da produção brasileira de camarão, liderada pelo Rio Grande do Norte (34,8%) e Ceará (33,2%).  Os dados são da Pesquisa da Pecuária Municipal (PPM), divulgada  pelo órgão naquele mês.

A produção do crustáceo criado em cativeiro cresceu 14,1%, totalizando 63,2 mil toneladas. O valor de produção da carcinicultura foi de R$ 1,3 bilhão, alta de 9,3% ante 2019.

Rio Grande do Norte e Ceará são os dois maiores produtores, produzem sete em cada dez toneladas de camarão brasileiro, representando 68% da produção total. Enquanto o Ceará teve um crescimento de 25,6% na produção entre 2019 e 2020, o estado potiguar cresceu apenas 5,7% no período.

Mesmo assim, o Rio Grande do Norte, contabilizando 21,9 mil toneladas de camarão em 2020, permanece como maior produtor nacional do crustáceo. Essa produção equivale a mais de meio bilhão de reais (R$ 565 milhões), o que corresponde a 42,6% do valor de produção de todo o camarão produzido em território nacional. 

Coma camarão, sem medo. É delicioso e muito nutritivo. Dizem até que é afrodisíaco.

Aproveito esta oportunidade, para linkar aqui uma cartilha elaborada pelo Sebrae que ensina a criar camarão. Clique aqui para acessare baixar Criação de camarão – cartilha básica.

 

 

 

 

 

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário