Português Italian English Spanish

Técnicos do Ministério da Agricultura visitam Fazenda Marinha de Mexilhão em Caraguatatuba

Técnicos do Ministério da Agricultura visitam Fazenda Marinha de Mexilhão em Caraguatatuba

Data de Publicação: 14 de setembro de 2021 10:40:00
Eles foram conhecer e relatar o trabalho dos maricultores do projeto no Litoral Norte de São Paulo.

 

*Da Redação

Técnicos da Secretaria de Aquicultura e Pesca (SAP), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), fizeram uma visita, na última quinta-feira, 9, a Fazenda Marinha de Mexilhão, localizada na Praia da Cocanha, no município paulista de Caraguatatuba. Eles foram conhecer e relatar o trabalho dos maricultores do projeto.

Na ocasião, conforme a prefeitura do município, participaram da vistoria a coordenadora geral de Aquicultura de Águas da União da SAP, Juliana Lopes; o coordenador de Aquicultura de Águas da União da SAP, Felipe Bodens; e o chefe de serviço de Aquicultura e Pesca da Superintendência do Estado de São Paulo, Rodolfo Braguini.

Maricultores reunidos na praia com os técnicos (Foto: Cláudio Gomes /PMC)

 

Segundo Juliana Lopes, a visita ao cultivo de mariscos teve como principal objetivo conhecer a realidade da atividade no Litoral Norte de São Paulo e viabilizar o ordenamento da atividade, através de levantamento de dados e, assim, poder dar andamento aos pedidos de cessão de uso na água, paralisados desde a instauração de inquérito civil sobre a área por parte do Ministério Público Federal.

A Fazenda Marinha faz parte do projeto de Turismo de Base Comunitária e com a cessão de uso na água, a produção é regulamentada pela União, oportunizando novas perspectivas para a inclusão social e produção do alimento na região. Um documento aguardado desde 2004 pelos produtores locais. A atividade é fonte de renda para 10 famílias de maricultores.

Também estiveram presentes na visita a pesquisadora científica do Instituto de Pesca (IP), da Secretaria de Aquicultura e Pesca do Estado de São Paulo, Valéria Cress Gelli; o responsável pela pesca da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Agricultura e Pesca, Luís Eduardo Duarte Fernandes; o presidente da Associação dos Maricultores e Pescadores da Praia da Cocanha (Amapec), José Luiz Alves, além de maricultores locais.

 

 

A Fazenda Marinha faz parte do projeto de Turismo de Base Comunitária (Foto: Claudio Gomes)

 

Sobre a Fazenda

É considerada a maior do Estado e sua produção em uma área de 36 mil metros quadrados pode chegar a 160 toneladas/ano. Atualmente o passeio até o local já é realizado com estudantes do Instituto de Pesca de São Paulo e Instituto Federal de Caraguatatuba como aula prática no curso de Aquicultura, criação de animais aquáticos com possibilidade de consumo.

A saída do passeio é da sede da Amapec e dura, em média, 1h30. Os visitantes podem conhecer o dia a dia do funcionamento da Fazenda, desde o processo de reprodução do mexilhão, as práticas de cultivo até o seu desenvolvimento para o tamanho comercial, além de toda técnica de limpeza, beneficiamento e preparação do produto para venda.

Os visitantes do passeio e apreciadores da culinária, além de conhecer toda a criação, podem escolher seu produto direto da fonte e adquirir ao final do passeio na Associação.

Mexilhões durante o cultivo fora do mar (Foto: Cláudio Gomes /PMC)

 

Moradores e turistas interessados em conhecer o atrativo podem procurar pela Associação na Avenida João Gonçalves Santana, 500, na Praia da Cocanha ou fazer o agendamento pelo telefone (12) 12 99767-2163.

*Fonte: Ascom/Prefeitura de Caraguatatuba

 

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário