Português Italian English Spanish

MINAS GERAIS - Centro de Referência em Piscicultura Ornamental da Epamig dá início à preparação para o período de reprodução

MINAS GERAIS - Centro de Referência em Piscicultura Ornamental da Epamig dá início à preparação para o período de reprodução

Data de Publicação: 21 de junho de 2021 16:24:00
Alevinos serão aproveitados para o reforço do plantel e também serão comercializados

 

*Da Redação

O Centro de Referência em Piscicultura Ornamental de Água Doce,  que funciona no Campo Experimental da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), em Leopoldina, deu início à preparação para o período reprodutivo dos peixes.

- Em nosso estoque temos kinguios das variedades Telescópio, Telescópio Preto, Oranda, Oranda Cálido, Ryukin e Pérola - conta o pesquisador em piscicultura da Epamig Alexmiliano Vogel de Oliveira.

As matrizes e os reprodutores já estão separados e recebendo uma alimentação diferenciada.

- Ração e alimento vivo (daphnias) para as matrizes e para os machos somente ração. Além disso, ninhos artificiais estão sendo confeccionados e terão sua eficiência comparada ao uso de aguapés (método tradicional) - completa o pesquisador.

Ele explica que, após a reprodução, os alevinos serão selecionados pela forma do corpo, cauda e cor. Parte deles será criada para a integrar o plantel de reprodutores da Epamig e os demais serão vendidos, a partir do mês de novembro de 2021.

- Além disso, vamos adquirir novas linhagens de kinguios para aumentar e diversificar o plantel de reprodutores - afirma.

A região da Zona da Mata Mineira é a maior produtora de peixes ornamentais no Brasil, com grande concentração de piscicultores, nos municípios de Barão do Monte Alto, Eugenópolis, Miradouro, Muriaé,

 

As matrizes e os reprodutores já estão separados e recebendo uma alimentação diferenciada (Foto: Ascom/Epamig)

 

Piscicultura Ornamental

Patrocínio do Muriaé, Rosário da Limeira, São Francisco do Glória e Vieiras.

Com a criação do Centro de Referência, em 2017, a Epamig, instituição vinculada à Secretaria de Agricultua, Pecuária e Abastecimento (Seapa), passou a gerar informações, difundir tecnologias e buscar por linhagens, matrizes qualificadas e rações balanceadas que contribuam para a consolidação da atividade.

- O objetivo e´ desenvolver pesquisas que ajudem os produtores a superar as dificuldades encontradas em seus sistemas de produção, realizar treinamentos e produzir materiais genéticos de qualidade -  conclui o pesquisador Alexmiliano Vogel de Oliveira.

*Fonte: Ascom/Epamig.

 

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário