Português Italian English Spanish

POSIÇÃO TÉCNICA - Um balde de água fria no cultivo de panga no Brasil?

POSIÇÃO TÉCNICA - Um balde de água fria no cultivo de panga no Brasil?

Data de Publicação: 2 de junho de 2021 15:03:00
Fábio Sussel lamentou que, infelizmente, ele gostaria muito de ter passado por experiências positivas nos experimentos com o panga

 

Por Antônio Oliveira

Em seu canal no Instagran, onde mantém o “Vai Áqua”, o pesquisador e influencer nas áreas de aquicultura e carcinicultura, Fabio Sussel foi taxativo em relação ao cultivo de panga no Brasil.

- Sinto muito informar: eu não acredito na viabilidade do panga aqui no Brasil – disse o pesquisador que vem de uma longa e experiente carreira de pesquisador no Instituto de Pesca, órgão vinculado a Secretaria de Agricultura do Governo de São Paulo.

Ele diz que os motivos que o levaram a esta descrença “são relativamente simples. E justifica:

-  As experiências práticas que eu tive no cultivo desta espécie,  bem como as informações que eu recebo no dia a dia das pisciculturas por onde eu passo, não me permitem formar uma opinião;  não me dão lastro para expressar uma opinião positiva a respeito da criação dessa espécie.

Fábio Sussel  lamentou que, infelizmente, ele gostaria muito de ter passado por experiências positivas nos experimentos com o panga. Da mesma forma,  em receber feedbacks  positivos de produtores atestando viabilidade técnica, na parte produtiva,  e na viabilidade econômica deste peixe cuja origem é o Vietnã, mas que está no Brasil há muitos anos.

- E,  talvez, os fatores que justifiquem este baixo desempenho, pelo menos na minha opinião, pelo menos nas minhas experiências...  ‘Uai, Fábio, quais as experiências que você teve?’,  Foram três. Uma, onde o produtor de alevinos me forneceu um lote para um teste, quando eu ainda estava como pesquisador do Instituto de Pesca de Pirassununga, e os resultados não foram tão satisfatórios. Tudo bem que este lote começou o cultivo bem na entrada do inverno, então os alevinos sentiram um pouco esta questão.  O resultado que eu consegui foi 350/400 gramas de cultivo em um ano – explicou o pesquisador em seu vídeo.

 

 

Doutor Fábio Sussel, pesquisador e influencer (Fotos: Divulgação/Montagem Cerrado Comunicação)

 

Ele continua:

- A segunda experiência;  outro produtor de alevinos também me forneceu determinada quantidade.  Aí, sim,  eu fiz um povoamento  no começo do verão e o resultado foi de 500/550 gramas em um ano de cultivo. Baixa densidade,  boa qualidade de água e esse peixe não cresceu - apontou.

Segue:

- Outro produtor que eu tive a oportunidade de acompanhar,    não dando  assessoria direta  para ele na parte de produção de panga, mas sim na parte de produção de camarão, mas ele tinha um lote (de panga) em  produção na sua propriedade.  O  desempenho foi muito, mas muito abaixo do esperado, ao menos do prometido para a espécie - concluiu.

Eu procurei o pesquisador que, compreensivelmente, recusou-se a, por enquanto, repercutir suas afirmações, temendo estas serem confundidas com “queimação” da espécie.

Teria eu, também, que ouvir a Associação Brasileira de Criadores e Panga (ABC Panga).  Mas como a dificuldade de comunicação com esta corporação é muito grande, declinei deste trabalho. Contudo, o espaço está aberto para suas considerações.

 

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário