Português Italian English Spanish

Pescadores e aquicultores terão microcrédito da Caixa Econômica, anuncia Jorge Seilf Junior

Pescadores e aquicultores terão microcrédito da Caixa Econômica, anuncia Jorge Seilf Junior

Data de Publicação: 16 de fevereiro de 2021 12:02:00
O anúncio foi feito em entrevista ao grupo de comunicação SCC/SBT, de Santa Catarina

*Por Antônio Oliveira

O secretário de Aquicultura e Pesca, Jorge Seif Junior, anunciou, nesta segunda-feira, 15, a criação de um microcrédito para a pesca e aqüicultura no Brasil. O anúncio foi feito em entrevista ao grupo de comunicação SCC/SBT, de Santa Catarina.

- Com a Caixa Econômica Federal nós vamos fazer um microcrédito para pescadores e aquicultores inédito no Brasil. É o Governo Federal entrando pesado pra ajudar os pequenos produtores -  anunciou.

Jair Bolsonaro e Jorge Seif Junior (Foto: Dennis Schmitz/SCC SBT)

Conforme disse, na entrevista, no  Brasil, 90% dos peixes produzidos são de pescadores artesanais e pequenos produtores rurais, que muita vezes não têm acesso a nenhum tipo de crédito.

- Desde 2019, a Secretaria tem trabalhado para a construção do projeto do microcrédito, que deve ser lançado ainda este ano – disse.

Seif acompanha o presidente Jair Bolsonaro, em sua hospedagem de descanso no Forte Marechal Luz, em São Francisco do Sul, naquele estado.

O secretário falou também sobre a busca pela desburocratização, desde que assumiu a Secretaria no Governo Bolsonaro, e o trabalho que vem desenvolvendo com a piscicultura, o cultivo de peixe em água doce.

- O decreto presidencial 10.576 desburocratizou, modernizou a legislação permitindo que o produtor rural produza peixe no Brasil - disse o Secretário.

Na entrevista, ao lado do presidente Bolsonaro, Seilf falou também da dispensa de licitação para o cultivo de peixes em águas da União por meio de fazendas aquícolas. De acordo com ele, esta medida “foi uma contribuição favorável sob a ótica do Governo”.

Jorge Seif lembrou também que outra ação da pasta que dirige, pensada para 2021,  é a desburocratização de produção de pescados.

- Atualmente a Secretaria de Patrimônio da União cede um corpo hídrico da União para o produtor e ele precisa passar pela Secretaria de Pesca, Marinha do Brasil e Secretaria de Patrimônio da União (SPU) – enfatizou o secretário.

Agora – continua Seif Junior -,  a SPU estuda entregar essa autonomia à Secretária de Aquicultura e Pesca e assim reduzir para um ano o tempo a instalqação de um projeto de aquicultura em águas da União. Segundo o secretário Jorge Seif Junior, isso pode ajudar o Brasil a aumentar a produção de pescados.

- Veja Deivide (repórter que o entrevistou), o Brasil é um grande exportador de suíno, de aves, de bovinos para mais de 200 países, um dos maiores produtores de proteína animal e quando nós falamos em peixe; nós, vergonhosamente,  importamos peixe. Com as políticas do Governo Bolsonaro e com as políticas do Ministério da Agricultura e da Secretaria da Pesca, em pouco anos, porque a ação não é imediata, o Brasil será um grande produtor mundial de pescados -  ponderou Seif.

Ainda durante essa entrevista ao Grupo SCC/SBT, Seilf falou sobre as exportações de pescados no Brasil.

Conforme disse, as exportações subiram mais 4,5%. A expectativa é que no balanço de fevereiro a produção nacional chegue a aproximadamente 6 a 7% em relação a aquicultura, que vem sendo apontada como um potencial brasileiro.

- O Brasil é um dos maiores detentores de recursos hídricos do planeta, nenhum país se iguala ao Brasil quando se fala tanto de costa, quanto de água interiores. Então nós estamos lutando para que isso traga para o Brasil realmente o protagonismo na produção de pescados -  declarou.

 *Com informações do Grupo SCC/SBT

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário