terça, julho 17, 2018

TILÁPIA – Governador diz que liberação e celeridade nos licenciamentos já são incentivos para a piscicultura – Piscishow&Avisuleite TILÁPIA – Governador diz que liberação e celeridade nos licenciamentos já são incentivos para a piscicultura – Piscishow&Avisuleite

Piscicultura

TILÁPIA – Governador diz que liberação e celeridade nos licenciamentos já são incentivos para a piscicultura

Publicado em 04/07/2018

TILÁPIA – Governador diz que liberação e celeridade nos licenciamentos já são incentivos para a piscicultura

Carlesse, ao lado do secretário de Agricultura, Thiago Dourado e de produtores rurais: “incentivo é a legalização e desburocratização” (Foto: Antônio Oliveira/Cerrado Rural Agronegócios)

Por Antônio Oliveira

Nesta manhã de quarta-feira, 4, durante solenidade de assinatura de ordem de serviços para a revitalização do Projeto de Fruticultura Irrigada São João, entre os municípios de Palmas e Porto Nacional, o governador eleito e no exercício do cargo, Mauro Carlesse, foi provocado por Cerrado Rural Agronegócios a falar sobre o processo de desenvolvimento da piscicultura no Tocantins – lento e emperrado em função do processo de liberação do cultivo da tilápia em tanques-rede no Estado.

Sobre políticas públicas de incentivo e atração de empresas do setor, o Governador disse preferir não discutir esta questão, mas falou sobre o processo de liberação do cultivo da tilápia em cursos d´água. Conforme disse, esta espécie exótica é uma commoditie e a partir do momento em que o Estado a tenha liberado e resolvido a demora e a burocracia no licenciamento de projetos, “naturalmente empresas de todo o Brasil e do mundo virão para o Tocantins”.

– Nós temos o maior interesse, inclusive de sermos

competitivos com os outros estados que já produzem a tilápia. Por que não nós não podemos fazer com qualidade e com segurança – respondeu, questionando também.

Ainda conforme o Governador, da maneira como está acontecendo hoje no Estado, “com alguns produzindo a tilápia de forma irregular, não é possível”.

Uma das casas de bombeamento e um dos canais de irrigação do Projeto. Canais poderiam estar produzindo peixes, também. (Foto: Antônio Oliveira/Cerrado Rural Agronegócios)

– Nós temos que ter a regularização para que tenhamos empresas produzindo com respeito ao meio ambiente – disse.

Este processo ao qual refere o governador Mauro Carlesse é a Resolução do Conselho Estadual do Meio Ambiente (Coema), discutido por quase dois anos e, finalmente, aprovada no final no ano passado, mas, por determinação da Procuradoria Geral do Estado, levado à apreciação do Secretaria Especial de Pesca e Aquicultura e ao Ibama, em Brasília.

 

Relacionados

Veja Tambem