segunda, maio 21, 2018

CARNE SUÍNA – Exportações de carne suína caem 13,4% neste trimestre – Piscishow&Avisuleite CARNE SUÍNA – Exportações de carne suína caem 13,4% neste trimestre – Piscishow&Avisuleite

Suinocultura

CARNE SUÍNA – Exportações de carne suína caem 13,4% neste trimestre

Publicado em 17/04/2018

CARNE SUÍNA – Exportações de carne suína caem 13,4% neste trimestre

*Da Redação

Conforme a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), as vendas de carne suína (considerando todos os produtos, entre in natura e processados) para o exterior totalizaram 155,2 mil toneladas no primeiro trimestre de 2018. Segundo o levantamento, o número foi 13,4% inferior ao obtido nos três primeiros meses de 2017, com 179,2 mil toneladas.

Em receita – ainda conforme a ABPA -, o desempenho das vendas no acumulado do ano chegou a US$ 315,3 milhões, número 21,9% inferior aos US$ 403,7 milhões registrados entre janeiro e março do ano passado.

Movimentação é 13,4% inferior aos três primeiros meses do ano passado (Foto: Divulgação)

Considerando apenas o mês de março, as exportações do setor alcançaram 58,1 mil toneladas, volume 8,1% inferior às 63,2 mil toneladas obtidas no terceiro mês de 2017.  Em receita, houve retração de 23%, com US$ 115 milhões em março de 2018 e US$ 151 milhões no ano anterior.

Em forte expansão, as vendas de carne suína para a China somaram 39,2 mil toneladas no primeiro trimestre deste ano, resultado 152% superior às 15,5 mil toneladas embarcadas no ano passado.  No mesmo período, Hong Kong foi destino de 46,4 mil toneladas, 23% a mais que as 37,7 mil toneladas embarcadas em 2017.

Ainda na Ásia, Singapura incrementou suas compras em 5%, com 8,7 mil toneladas neste ano, contra 8,2 mil toneladas no ano passado.

Na América do Sul, o Uruguai importou 8,8 mil toneladas nos três primeiros meses deste ano, saldo 31% superior que as 6,7 mil toneladas exportadas no ano passado.  O Chile também incrementou suas importações, com total de 7,1 mil toneladas, 30% a mais que as 5,4 mil toneladas embarcadas no ano anterior. Já para a Argentina foram exportadas 10,3 mil toneladas, 3,5% a menos que as 10,7 mil toneladas registradas em 2017.

Na África, os embarques para Angola chegaram a 8,2 mil toneladas no trimestre, 11% acima das 7,3 mil toneladas exportadas no ano passado.

– Em praticamente todos os mercados houve incremento das exportações. Isto ajudou a reduzir os impactos causados pelo embargo russo, que entre janeiro e março do ano passado havia importado 68,5 mil toneladas – avalia Francisco Turra, presidente-executivo da ABPA

*Fonte: Ascom/ABPA, com edição de Cerrado Rural Agronegócios

Relacionados

Veja Tambem